quarta-feira, 3 de fevereiro de 2010

Saindo de Cades e Voltando à Cades

Saindo de Cades e Voltando à Cades

Texto: Números 14: 1- 8
- Depois de um ano o povo parte do Monte Sinai em direção à Cades.
Chegam em Cades em Maio do segundo ano de peregrinação. Números, capítulos 13 e 14. De Cades são enviados os 12 espias, dez trazem notícias desalentadoras. Nú. 13: 26-29. Em Janeiro do quadragésimo ano ( 40 ) o povo volta a Cades. Núm. 20:1, Cades era no deserto de Zim.

Razões para uma jornada de 40 anos, tão triste.

01. A maneira como 10 espias virão a terra.
- Dez formavam a maioria.
O que você faz quando é minoria?
A maioria levantou o bezerro de ouro,
a maioria queria apedrejar Paulo. Atos 14;11 e 14:19,
- Dez homens pessimistas: filosofia do pessimista Eu - Dificuldade - Deus.
- Dois homens otimistas: filosofia do otimista Eu - Deus - Dificuldade.- Enfrentamos os 'gigantes de fora', e temos ainda os 'gigantes de dentro' de nós. - Fracassamos sempre que comparamos nossa dificuldade com as nossas forças

02. A incredulidade prevaleceu.
Voltemos ao Egito.'
- Núm. 14:29-30. Apenas Josué e Calebe entrariam na terra prometida, Núm. 13:25. Os espias levaram apenas 40 dias para fazer a viagem e o reconhecimento da terra. O povo trocou 40 dias por 40 anos. São os prejuízos do medo, os prejuízos de se não crêr em Deus. Tememos o que os outros irão dizer, tememos confiar em Deus.

03. A realidade dos obstáculos. - Núm. 13:30. Calebe sabia dos obstáculos. - Mas o servo fiel quer bençãos para a sua vida e a vida dos outros, e os obstáculos devem ser enfrentados. 'Subamos' Núm. 14:9b.

Conclusão. - Núm. 33:37 '... e partiram...' '... e acamparam.'- Doloroso roteiro de viagem, sem nunca chegar a lugar nenhum, uma vida em círculo. Saindo de Cades e voltando à Cades. - Quando duvidamos, nossa vida é assim também, derrota, desânimo, diferente da dúvida, é a certeza. Tenha certeza que Deus te tira de Cades hoje e te conduz a terra prometida, o lugar da herança.

PASTOR ROBSON MINISTRANDO

MISSIONARIO EDENISIO RODRIGUES LOUVANDO A DEUS

MISSIONARIA LOUVANDO A DEUS

MISSIONARIO EDENISIO RODRIGUES PASTOR SERGIO EVANGELISTA MILLER

MISSIONARIO EZEQUIEL PIRES MISSIONARIO EDENISIO RODRIGUES E MISSIONARIA EDILAINE PIRES

MISSIONARIO EDENISIO RODRIGUES E MISSIONARIO LEGINALDO

MISSIONARIO EDENISIO RODRIGUES E PASTOR VALENTE

PASTOR SERGIO NO RÉTÉTÉ

MISSIONARIO EDENISIO E PASTOR EDIMILSON

PASTOR ROBSON COM A ESPOSA E O HERDEIRO

PASTOR ROBSON MINISTRANDO UMA PODEROSA PALAVRA

segunda-feira, 1 de fevereiro de 2010

A DEMORA DE DEUS

A DEMORA DE DEUS
Leitura: Jo. 6:16
Int. Todos nós já tivemos a impressão de que Deus atrasa, de que há ocasiões nas quais o Divino é lento. A pergunta pertinente ao desenvolvimento de nosso Raciocínio é a seguinte: Terá Deus algum propósito quando chega atrasado?
1o Na demora Deus nos mostra que Seus métodos não são os nossos.

a) (v22) Os discípulos haviam deixado um pequeno barco para Jesus remar, eles aguardavam a aparição de Jesus em meio à noite escuta, remando um barco (17).

b) Às vezes queremos determinar o veículo por meio do que Jesus deve manifestar-se, e não nos preparamos para outro tipo de manifestação Divina.

2o Deus Demora, para conduzirmo-nos à esperança (17).

a) O texto diz: Jesus ainda não viera ter com eles (ainda).

b) A esperança só é esperança em meio ao “atraso” e a “demora” (Rm. 4:18-21, 8:25, 15:4 )

– Acrescente um “ainda” naquelas coisas pelas quais você ora e você ainda verá um milagre.

3o Deus Demora a fim de revelar-nos que o tempo está em suas mãos (21).

a) A narrativa nos dá conta de que, após ter entrado no barco, Ele logo chegou ao seu destino. Em outras palavras: Jesus, quando entra em nossa vida supre o tempo supostamente perdido com o seu aparente atraso.

b) Você pode esta orando por algo há anos, mas saiba de uma coisa quando o milagre acontecer, “o tempo Perdido” será plenamente suprido pela força e intensidade da presença de Jesus.

Conclusão:
Se já está escuro e Jesus ainda não veio ter com você, então Ele quer que você tire da mente os modelos convencionais de milagres e o espere de maneira nova, que você encha o seu coração de esperança, e que creia na real possibilidade de você vir atingir os seus alvos correndo na velocidade Divina.

OS TÍTULOS DA IGREJA

OS TÍTULOS DA IGREJA:

1. Assembléia dos Santos: Deus deve ser em extremo tremendo na assembléia dos santos e grandemente reverenciado por todos os que o cercam. Sl 89.7.

2. Assembléia dos Justos: Louvai ao Senhor! Louvarei ao Senhor de todo o coração, na assembléia dos justos e na congregação. Sl 111.1.

3. Igreja dos Primogênitos. À universal assembléia e igreja dos primogênitos, que estão inscritos nos céus, e a Deus, o Juiz de todos, e aos espíritos dos justos aperfeiçoados. Hb 12.23.

4. Noiva de Cristo. E veio um dos sete anjos que tinham as sete taças cheias das últimas sete pragas e falou comigo, dizendo: Vem, mostrar-te-ei a esposa, a mulher do Cordeiro. Ap 21.9.

5. Corpo de Cristo. E sujeitou todas as coisas a seus pés e, sobre todas as coisas, o constituiu como cabeça da igreja, 23 que é o seu corpo, a plenitude daquele que cumpre tudo em todos. Ef 1.22,23.

6. Família no Céu e na Terra. Do qual toda a família nos céus e na terra toma o nome Ef 3.15.

7. Castiçal de Ouro. O mistério das sete estrelas, que viste na minha destra, e dos sete castiçais de ouro. As sete estrelas são os anjos das sete igrejas, e os sete castiçais, que viste, são as sete igrejas. Ap 1.20.

8. Lavoura de Deus. Porque nós somos cooperadores de Deus; vós sois lavoura de Deus e edifício de Deus. I Co 3.9.

9. Edifício de Deus. Onde está o sábio? Onde está o escriba? Onde está o inquiridor deste século? Porventura, não tornou Deus louca a sabedoria deste mundo? I Co 1.20.

10. Pomba Minha. Pomba minha, que andas pelas fendas das penhas, no oculto das ladeiras, mostra-me a tua face, faze-me ouvir a tua voz, porque a tua voz é doce, e a tua face, aprazível. Ct 2.14.

11. Herança de Deus. Nem como tendo domínio sobre a herança de Deus, mas servindo de exemplo ao rebanho. I Pe 5.3.

12. Morada de Deus. No qual também vós juntamente sois edificados para morada de Deus no Espírito. Ef 2.22.

13. Coluna e Firmeza da Verdade. Mas, se tardar, para que saibas como convém andar na casa de Deus, que é a igreja do Deus vivo, a coluna e firmeza da verdade. I Tm 3.15.

14. Família de Deus. Assim que já não sois estrangeiros, nem forasteiros, mas concidadãos dos Santos e da família de Deus. Ef 2.19.

15. Israel de Deus. E, a todos quantos andarem conforme esta regra, paz e misericórdia sobre eles e sobre o Israel de Deus. Gl 6.16.

16. Filha do Rei. Filha do rei é toda ilustre no seu palácio; as suas vestes são de ouro tecido. Sl 45.13.

17. Esposa do Cordeiro. Regozijemo-nos, e alegremo-nos, e demos-lhe glória, porque vindas são as bodas do Cordeiro, e já a sua esposa se aprontou. Ap 19.7.

18. Casa Espiritual. Vós também, como pedras vivas, sois edificados casa espiritual e sacerdócio santo, para oferecerdes sacrifícios espirituais, agradáveis a Deus, por Jesus Cristo. I Pe 2.5.

19. Templo do Deus Vivente. II Co 6.16. E que consenso tem o templo de Deus com os ídolos? Porque vós sois o templo do Deus vivente, como Deus disse: Neles habitarei e entre eles andarei; e eu serei o seu Deus, e eles serão o meu povo.

Ordenando Nossa Escala de Valores

Ordenando Nossa Escala de Valores

A escala de valores de muitos cristãos está desordenada. Alguns estão vivendo de modo desordenado porque não faz a menor idéia do que as Escrituras ensinam a respeito do assunto; outros porque mesmo tendo os valores e prioridades devidamente ordenadas no conceito mental, não conseguem tê-los na prática. Acabam deixando que aquilo que é urgente tome o lugar daquilo que é importante.
 
A primeira coisa a ser feita ao ordenarmos nossos passos, é conhecer a escala de valores do ponto de vista de Deus, aquilo que a Bíblia ensina. Depois, é lutar por fazê-la funcionar!
 
DEUS EM PRIMEIRO LUGAR
Não há nada, absolutamente nada que possa ocupar o primeiro lugar de nossas vidas, a não ser Deus. O mandamento dado a Moisés foi lembrado e enfatizado pelo próprio Senhor Jesus:
 
"Aproximou-se dele um dos escribas que os ouvira discutir e, percebendo que lhes havia respondido bem, perguntou-lhe: Qual é o primeiro de todos os mandamentos?   Respondeu Jesus: O primeiro é: Ouve, Israel, o Senhor nosso Deus é o único Senhor. Amarás, pois, ao Senhor teu Deus de todo o teu coração, de toda a tua alma, de todo o teu entendimento e de todas as tuas forças. E o segundo é este: Amarás ao teu próximo como a ti mesmo. Não há outro mandamento maior do que esses”.- Marcos 12:28-31
 
Amar ao Senhor de todo o nosso coração, alma, entendimento e forças é colocá-lo em primeiro lugar nas nossas vidas. Jesus deixou bem claro a qualquer que quisesse seguí-lo como discípulo, que deveria reconhecê-lo em primeiro lugar em suas vidas, na frente das pessoas que normalmente nos são as mais amadas e queridas:
 
"Se alguém vier a mim, e não aborrecer a pai e mãe, a mulher e filhos, a irmãos e irmãs, e ainda também à própria vida, não pode ser meu discípulo. Quem não leva a sua cruz e não me segue, não pode ser meu discípulo. Assim, pois, todo aquele dentre vós que não renuncia a tudo quanto possui, não pode ser meu discípulo”.- Lucas 14:26, 27 e 33.
 
O Senhor deve estar na frente dos pais, cônjuges, filhos e qualquer outro familiar. Deve ser o primeiro valor em nossa lista ou escala de prioridades. Deve vir antes de nossa própria vida. Deve vir antes de nossos bens ou qualquer outra coisa. Quando falamos sobre o Deus vir antes, não é porque as coisas que nos dispomos a renunciar não tem mais lugar em nossas vidas e sim que elas vêm depois.
 
Por exemplo, se o meu cônjuge, incomodado com minha fé me dá um ultimato e me manda escolher entre ele ou Deus, me disponho a sacrificá-lo e ficar com Deus, pois Deus é o maior valor de minha vida. Mas, se mesmo não sendo cristão, meu cônjuge não se importa que eu busque ao Senhor, então ele passa a ser meu segundo maior valor ou prioridade (I Co. 7:12, 13). O primeiro lugar de nossa vida, indiscutivelmente é de Deus:
 
"Mas buscai primeiro o seu reino e a sua justiça, e todas estas coisas vos serão acrescentadas”.- Mateus 6:33
 
Isto não quer dizer que as outras coisas não cabem em nossas vidas, mas que elas vêm DEPOIS de Deus.
 
FAMÍLIA EM SEGUNDO LUGAR
Muita gente tem errado ao pensar que a igreja ou o ministério vem depois de Deus. É como um caso que ouvimos. Uma senhora do interior de São Paulo disse que Deus a chamou para uma missão e desapareceu de casa por mais de um mês. Quando os irmãos da congregação perceberam o que estava acontecendo, tiveram que cuidar dos filhos desta mulher que não tinham o que comer e nem vestir. O marido estava furioso porque roupas chegaram a apodrecer no tanque enquanto a família aguardava ansiosa o término da "missão".
 
Isto é um absurdo! Uma mulher destas nunca leu a Bíblia! Até no caso de diminuir a intensidade do contato físico para se dedicar à oração, o casal deve estar em acordo (I Co. 7:5). Mas aquela mulher não consultou seu marido, ela apenas disse: - "Deus me chamou e eu estou indo". E ainda por cima dizia que o marido era "carnal" a ponto de não discernir a voz de Deus...
 
Veja o que as Sagradas Escrituras ensinam acerca do lugar da família na nossa escala de valores:
 
"Mas, se alguém não cuida dos seus, e especialmente dos da sua família, tem negado a fé, e é pior que um incrédulo”.- I Timóteo 5:8
 
Não há dúvida que a família é nossa segunda prioridade depois de Deus. Se alguém negligenciar sua família por causa da igreja, do ministério, ou de qualquer outra coisa, por mais "espiritual" que pareça, está contra a Palavra de Deus! Paulo disse que tal pessoa está negando a fé e é pior do que um incrédulo! Agora veja, Paulo estava falando com os crentes que iam à igreja, mas estavam negligenciando o lar. Logo, concluímos que a família vem antes da igreja na nossa escala de valores. Há um outro texto que mostra claramente a família como uma prioridade antes da igreja e do ministério. É o conselho pastoral que Paulo queria estender a todos os ministros debaixo da supervisão de Timóteo:
 
"É necessário, pois, que o bispo seja irrepreensível, marido de uma só mulher,... que governe bem a sua própria casa, tendo seus filhos em sujeição, com todo o respeito (pois, se alguém não sabe governar a sua própria casa, como cuidará da igreja de Deus?)" - I Timóteo 3:2, 4 e 5.
 
Observe que o homem de Deus deve ser exemplar quanto à sua família. Fiel à sua esposa, e governando bem sua casa e seus filhos, caso contrário não poderá cuidar da igreja e ministério.
 
A Palavra de Deus não deixa a menor sombra de dúvida quanto ao lugar que nossa família deve ter na nossa escala de valores. Mas muitos cristãos tem negligenciado a sua família. Muitos pais que não dão tempo e atenção aos seus filhos se queixam de vê-los desviados, mas não se apercebem que estão andando em desordem. Há esposas perdendo seus maridos e vice-versa, porque não os colocaram no lugar certo na escala de valores. É hora de ordenarmos nossos passos e darmos a atenção, honra e dedicação devida à família.
 
TRABALHO EM TERCEIRO LUGAR
É impressionante a facilidade com que nos levamos aos extremos. De um lado, temos na igreja, pessoas que são viciadas em trabalho e cujas vidas não estão em ordem, pois desrespeitaram a escala bíblica de valores, pondo o trabalho em primeiro lugar. De outro, temos aqueles que relegaram ao trabalho o último lugar na sua escala de valores, ou que nem mesmo colocam o trabalho em suas prioridades!
 
Quando a Bíblia fala daquele que não cuida da sua família sendo pior do o descrente (I Tm. 5:8), está falando, no contexto, sobre sustento material, sobre provisão das necessidades físicas. Um cristão que não leva a sério o trabalho, a ponto de deixar sua família passar necessidade, está violando dois valores importantíssimos que vem logo depois de Deus!
 
O trabalho é uma ordem bíblica. É o meio do homem sustentar sua casa e viver dignamente. Além disto, por meio do seu ganho ele também poderá servir ao reino de Deus e ao necessitado:
 
"Aquele que furtava, não furte mais; antes trabalhe, fazendo com as próprias mãos o que é bom, para que tenha com que acudir ao necessitado". - Efésios 4:28
 
A Palavra de Deus também diz que aquele que não trabalha está andando desordenadamente, fora do plano divino:
 
"Porque, quando ainda convosco, vos ordenamos isto: Se alguém não quer trabalhar, também não coma. Pois, de fato, estamos informados de que entre vós há pessoas que andam desordenadamente, não trabalhando; antes se intrometem na vida alheia. A elas, porém, determinamos e exortamos, no Senhor Jesus Cristo, que, trabalhando tranqüilamente, comam o seu próprio pão”.   - II Tessalonicenses 3:10-12
 
O mandamento de Deus é claro: quem não trabalha, não deve ser sustentado pelos outros! Cada homem tem a obrigação e responsabilidade de se envolver com o trabalho; isto não apenas o proverá quanto às suas necessidades, mas ocupará corretamente o seu tempo, livrando-o de outros problemas. Paulo se orgulhava de nunca ter sido um peso para ninguém, e de suas próprias mãos (seu trabalho) terem lhe provido o sustento (At.20:34).
 
Mesmo quando Deus chama alguém para o ministério de tempo integral (o que também é trabalho), deve-se ter a sensibilidade de reconhecer que em determinados momentos, devido à falta de recursos, nada há de errado em se trabalhar secularmente até que a condição de sustento mude; foi isto que aconteceu com Paulo em Corinto (At.18:1-5).
 
Na vida dos que se dedicam de tempo integral, o ministério se enquadra na prioridade "trabalho". Jesus ao enviar seus discípulos para pregar e ministrar ao povo aplicou a eles o termo "trabalhadores" e mencionou seu direito de salário, que é a recompensa legítima do trabalhador (Mt. 10:7-10).
 
Alguns estudantes crentes não sabem onde devem colocar seus estudos nestas escala. Considerando que o estudo é um meio de profissionalização e preparo para melhores trabalhos, deve ser colocado no mesmo lugar que o trabalho.
 
Algumas famílias conseguem manter seus filhos somente estudando sem que trabalhem, mas a maioria não. Portanto devemos aconselhar e encorajar nossos jovens que enfrentem a correria de exercer as duas atividades, pois independentemente da necessidade financeira o trabalho engrandece e amadurece a pessoa.
 
IGREJA EM QUARTO LUGAR
Para muitos parece falta de espiritualidade deixar a igreja depois da família e do trabalho, mas esta é a forma correta de encarar nossas prioridades. Mas note que estamos falando de valores e sua ordem, e não sobre a escolha de quais destes fatores terão lugar ou não em nossas vidas. Todos eles devem ter lugar em nossas vidas. O fato de a família vir antes que a igreja, não me dá o direito de não ir à igreja. Isto significa apenas que eu não devo negligenciar minha casa por causa da igreja, mas não me dá o direito de abandonar a igreja. Muitas pessoas não vão aos cultos para passear com a família, e isto é errado. Devemos passear com nossos familiares, mas isto deve ser programado a fim de não coincidir com outros valores, como o horário do culto na igreja. Não podemos deixar de nos envolver com a igreja:
 
"Não abandonando a nossa congregação, como é costume de alguns, antes admoestando-nos uns aos outros; e tanto mais, quanto vedes que se vai aproximando aquele dia". - Hebreus 10:25
 
É necessário que o crente em Jesus seja fiel em freqüentar sua igreja. Não apenas porque ali ele é edificado e fortalecido, mas principalmente porque esta é forma de andarmos debaixo de cobertura espiritual. Precisamos uns dos outros; precisamos do relacionamento com os irmãos! A Bíblia diz que o que vive isolado insurge-se contra a verdadeira sabedoria (Pv. 18:1).
 
Embora vindo depois da família e do trabalho, a igreja é um valor precioso que deve vir antes de qualquer outra coisa ligada à vida social.
 
Se dermos o valor devido a cada uma destas atividades, mantendo-as em ordem na escala de valores e respeitando esta ordem em nosso dia-a-dia, deixaremos de ter muitos dos problemas que já tem nos incomodado.