segunda-feira, 9 de agosto de 2010

OS NOMES HEBRAICOS DE DEUS

OS NOMES HEBRAICOS

Os nomes hebraicos, além de contribuírem para o reconhecimento das pessoas, geralmente descreviam o caráter ou a função do utente. Observemos alguns exemplos:

Adão, que significa vermelho,  foi formado do barro. O vocábulo é também usado, cerca de quinhentas vezes, para referir-se à humanidade em geral. Eva recebeu este nome “hvx” por ser a mãe da vida “hyx”. 

Abrão, que significa pai exaltado, foi alterado para Abraão, que significa pai duma multidão (Gn.17.5).

O mesmo acontece com o nome de Deus, o qual vamos considerar em duas vertentes.

Ele revela-se a si mesmo dando-se a conhecer pelo seu nome. Juntamos os vocábulos hebraicos, os quais se lêem da direita para a esquerda,  a fim de fazer comparações. 

 1.      O NOME GENÉRICO 
Elohim, (,yhla) aparece logo no início da Bíblia (Gn. 1.1) e é o plural de El, (la) que significa o Supremo Poder.

É usado para identificar o Criador. A forma plural está bem conotada com a Trindade e com o verbo no plural em
Génesis 1.26, “façamos o homem.”

Elohim haiim, (,yYx ,yhla) em Dt. 5.26, é o Deus vivo e temido de Israel. Todos os povos o temiam.

El, (la) é usado em combinações como as que se seguem: El

Elyon, (]Oyli la) está em Gn. 14.18-20 para identificar o Deus Altíssimo de Abrão, a quem Melquisedeque servia.

El rôi, (yar la) figura em Gn. 16.13 como expressão usada por Agar no tratamento do Deus que a viu na sua dificuldade: “Tu és o Deus que me viu”. Podemos confiar que Ele sempre está presente e nos vê em nossas dificuldades.

El Shaddai, (yDw la) vemo-lo em Êx. 6.3 para revelar o Deus dos patriarcas como o Todo-Poderoso. Pois, para Ele não há impossíveis. Deus pode vencer todas as situações difíceis.

El Olam, (,lOi la) em Gn. 21.33, está demonstrando o Deus que Abrão adorava, desta maneira: “E plantou Abrão um bosque em Berseba e invocou lá o nome de Yahweh El Olam;” que significa: Abrão adorava a Iavé Deus Eterno.

EmanuEl, (lavnMi) lê-se em Is. 7.14, com repetição em Mateus 1.23, cujo significado é Deus conosco. A presença de Jesus, como Filho de Deus, quer dizer “conosco está Deus.” E Ele prometeu estar conosco até à consumação dos séculos
(Mt. 28.20).


 2.   O NOME PESSOAL 
O nome pessoal é usado para serem reconhecidas e chamadas individualmente as pessoas. Entre os pagãos os nomes dos seus deuses eram usados como amuleto. Isto é, quem conhecia o nome de qualquer deus e o invocava ficava com direito a receber o seu pedido. Este era o poder do nome.

Temos um exemplo no caso de Elias desafiando os profetas de Baal. “Invocai o nome do vosso deus, e eu invocarei o nome de Iavé, e há de ser que o deus que responder com fogo esse será Deus.” Então caiu fogo de Iavé e consumiu o holocausto
(1 Rs 18.24-38).

Deus revelou o Seu nome a Moisés, quando este estava no monte Horebe. Deus convidara-o para libertar o Seu povo do Egipto; porém, Moisés quis saber que nome usaria perante os chefes de Israel, e o Senhor respondeu-lhe: “Êhyâ asher Êhyâ”
(Eu Sou O Que Sou) Eu Sou a essência da vida. Assim dirás aos filhos de Israel: Eu Sou “Êhyâ” (hyha) me enviou a vós “… este é o meu nome eternamente” (Êx. 3.14,15). É único, não há outro.

Conforme o mandamento em Êx. 20.7, o nome do Deus de Israel não deve ser usado em vão. Por este motivo os israelitas  passaram a usar “Adonai” (ynOda) “meu Senhor” nos seus relacionamentos com Deus. E foi aquelas vogais que os massoretas usaram para vocalizar o nome de Deus, (a,o,a). Assim, deveria ler-se Iawa. Contudo, o rabino inglês Isidore Epstein aconselha a não vocalizar este nome. Em Isaías 10.33 aparece um tratamento assim: “Adon Yahwah tsavaoth” (tOabj hvhy ]Oda) isto é, Senhor Yahwah dos Exércitos.

Yahweh, ou Yahwah,  (Iawé, ou Iawa) parece ter origem no grau incompleto do verbo ser e significa o Eterno, a essência da vida. Aquele que era, é, e continuará a ser, sempre o mesmo.

A forma hebraica Yahweh, ou Yahwah, é preferível se tivermos em consideração o vocábulo “Aleluyah” (hyVllh) que significa “louvai a Yah.” Vamos comparar uma forma antiga do verbo ser que é hvh, (âwâ); acrescentando-lhe iôd (y) resulta em hvhy (Yahwah). Este nome é usado junto a substantivos e formas verbais para designar a função e a ação de Deus junto do seu povo. Não são, por isso, mais nomes, mas é sempre o mesmo nome acompanhado por aquilo que Deus é para o povo que nele confia.

Yahweh Jiré, (hary hvhy) é Aquele que tem provisão tanto nas horas fáceis como nas difíceis, à semelhança da experiência de Abraão; faltando o cordeiro para o holocausto, Abraão respondeu ao filho: “Elohim jiré” Deus proverá para si o cordeiro (Gn. 22.8). E após a experiência,

Abraão chamou o nome daquele lugar “Iawe jiré”, que está traduzido o “Senhor proverá” (Gn. 22.14). Como observamos um verbo no futuro, expressando a ação de Deus, segue o nome pessoal do Senhor. Os outros exemplos são semelhantes.

Yahweh rofeca, ($apr hvhy) é  também o nome seguido por uma forma do verbo curar e o pronome “te” quando o Senhor prometeu ser “o Senhor que te cura” (Êx. 15.26). Esta ação de Deus é permanente em nós por intermédio da fé.

Yahweh nissi, (yCyn hvhy) é o mesmo nome seguido pelo substantivo “bandeira”, e pelo sufixo pronominal “minha” em virtude da vitória do exército de Josué sobre Amaleque. Não foi o estandarte do exército que lhes deu a vitória, mas sim o Senhor dos exércitos. Em memória Moisés levantou ali um altar, onde adorou, e o chamou por aquele nome (Êx. 17.8-15).

Yahweh shalom, (,Olw hvhy) é o nome do altar que Gideão edificou para memorizar a sua comissão para libertador de Israel. Aqui temos o nome de Deus seguido pelo substantivo adjectivado “paz” Jeová é paz (Jz. 6.24).

Yahweh rohi, (yir hvhy) é a expressão que aparece no Salmo 23.1 para David cantar que “o Senhor é o meu pastor.” Nós também podemos cantar “o Senhor é o meu pastor, nada me faltará.” O bom pastor tem provisão para o seu rebanho.

Yahweh Elyon, (]Oyli hvhy) é como o salmista chama a Deus no seu cântico do Salmo 97.9: “Pois Tu, Senhor és Altíssimo em toda a terra; muito mais elevado que todos os deuses.”

Yahweh tsidkenu, (Vnqdj hvhy) é o nome que foi dado ao renovo justo de David, “Jeová é a nossa justiça.” Esse renovo que brotou de David é o nosso Senhor Jesus Cristo que nos justificou de todo o pecado ( Jr. 23.5,6; 1 Co. 6.11).

Yahweh shammah, (hMw hvhy) que significa “Jeová está ali” é o nome da nova Jerusalém de Israel, que lhe foi dado em virtude de Deus estar ali, no meio deles (Ez. 48.35).

Yahweh tsevaoth, (tOabj hvhy) é traduzido Senhor dos exércitos; Em 1 Cr. 17.24 lê-se que “o Senhor dos Exércitos é o Deus de Israel.” E em Isaías 47.4 lemos que “o nome do nosso redentor é o Senhor dos exércitos, o santo de Israel.” Estes exércitos podem ser tanto os seus anjos como o exército de Israel.

Adonai Yahweh, (hvhy ynOda) é a expressão de tratamento respeitável aplicada ao soberano Deus que significa “meu Senhor Jeová” e assim tratou Gideão o anjo que acabara de ver (Jz. 6.22). Muitos mais exemplos haveria, mas ficamo-nos pelos considerados principais.
 
Yahweh Elohim, (,yhla hvhy), é a expressão que aparece sempre na Bíblia para dizer que só o “Senhor é Deus.”
Eis um exemplo em 1 Reis 18.36-39, quando Elias lhe pede que se manifeste como o único Deus.

Após cair fogo do céu para consumir o holocausto todo o povo exclamou: “Yahwah Elohim, Yahwah Elohim;”
E em Zacarias 13.9: “O Senhor é meu Deus” (Yahwah Elohi).

Nenhum comentário: