sábado, 30 de agosto de 2008

Nani Azevedo - o melhor desta terra

Nani Azevedo - Exelencia

Nani Azevedo - Espirito de Adorador

PASTOR ABILIO SANTANA

VOZ DA VERDADE- PRIMAVERA

VOZ DA VERDADE. ACIMA DAS CIRCUNSTANCIAS

Profesia

Sexo no Casamento_

Miss: Mateus Moraes.

MATEU MORAIS

Miss: Mateus Moraes. uma crianca a servico de Deus

Nani Azevedo Deus e Fiel

Testemunho de Lazaro P.1

Testemunho de Lazaro P.2

sábado, 23 de agosto de 2008

HISTORIA DO VOZ DA VERDADE

O início!
A maioria dos integrantes do grupo faz parte da família MOYSÉS.
No início, os músicos tocavam em casa, depois na igreja.
Com o tempo foram se aperfeiçoando e ouvindo o conselho da avó Concheta, resolveram gravar o primeiro LP QUEM É O CAMINHO.
A música que mais tocou nos corações foi JESUS VIVE,cuja compositora e cantora é a Elisabeth
Primeiros discos
O lançamento do primeiro LP foi na igreja em Santo André. José Luiz levou uma vitrola bem antiga, colocou o LP para os irmãos ouvirem. O povo ficou maravilhado.
Era o primeiro trabalho,como se fosse o primeiro filho. Seu primo Ricardo lhe falou: Por que você não faz um lançamento ao vivo? Bendita idéia, a partir daí, os lançamentos dos LPs foram realizados em salões, teatros e ginásios. O segundo lançamento foi num salão do sindicato, no ano seguinte foi no teatro municipal de Santo André, depois no teatro municipal de São Caetano do Sul, no Anhembi, Ginásio do Ibirapuera e atualmente na Via Funchal.
A presença do público foi marcante em todos estes lugares. No Anhembi foram necessárias duas apresentações, pois o teatro comportava 3200 pessoas e haviam 7000.
O povo estava sedento da palavra de Deus. No ano seguinte, o lançamento do CD se deu no Ginásio do Ibirapuera, devido ao grande número de público. Naquele ano superlotou.
Uma vez por ano, o grupo lança um CD para exaltar o nome santo de Jesus, sempre com dramatizações, coreografias, lindas pregações, etc.
A maioria dos hinos é de autoria do PR-Carlos, e os arranjos são feitos pelo seu irmão José Luiz. Rita, Evaristo, Elisabeth, Samuel também já compuseram hinos já gravados pelo conjunto.
Em 2008 o conjunto completou 30 anos e a grande festa foi na Estância Árvore da Vid 3 dias de louvor e adoração e foi o primeiro cd ao vivo.
A mensagem
Hoje, o grupo tem 30 CDs gravados,inspirados por Deus.Em todos eles,é exaltado o nome de JESUS CRISTO, por isso o diabo tem tanto ódio,que usa até pessoas do meio evangélico (fariseus de nossa época),para atacarem o grupo,dizendo que nos hinos tem mensagens subliminares.
A mensagem do grupo é que JESUS É DEUS, O ÚNICO E VERDADEIRO DEUS que veio na Terra para nos salvar. A Bíblia fala para nós invocarmos o NOME DE JESUS.
Indignação
Um fato interessante que aconteceu com o conjunto, ocorreu em uma determinada
igreja, onde o Pr Carlos cantava a música "Luz Divina”, e ao cantar... O SEU NOME É JESUS, surgiu um pastor enfurecido,aos berros, não gostando do rítmo,solicitava a retirada do grupo do local,dizendo:este tipo de música não é permitido cantar aqui.
Todos os que estavam presentes, se retiraram abismados, perplexos, e este pastor ficou só na igreja. Este senhor nem percebeu que o Pr.Carlos estava exaltando o nome de "JESUS".
Estava cego espiritualmente. Este Jesus, que é engrandecido pelo conjunto, é o Verbo que se fez carne e habitou entre nós. Está escrito na Bíblia: ESTE É O VERDADEIRO DEUS E A VIDA ETERNA. I Jo 5:20O grupo é composto por pessoas simples, humildes, mas com personalidades marcantes, que seguem a palavra de Deus como ela é.
Igreja
Ele se apresenta em vários lugares do Brasil.
DEUS ESTÁ COM O GRUPO, E Há SEU TEMPO, O EXALTARÁ AINDA MAIS, pela sinceridade de seu coração. Todos os integrantes da banda são membros da Igreja Voz da Verdade, que existe desde 1953, cujo presidente foi o Pr. Fued Moysés. Os seus estatutos foram redigidos em 1978, mesmo ano da gravação do 1°.LP e foram renovados por Alberto Cufone e Suely Moyses Cufone, quando do ínício dos shows de lançamento no Anhembi(SP),e foram assinados pelo presidente pr.Fued Moyses e diretoria. Após o seu falecimento em outubro de 2005, assumiu o seu lugar o Pr. Carlos Alberto Moyses, como presidente e o pr.José Luiz Moysés como vice-presidente.

segunda-feira, 4 de agosto de 2008

Vitória da Conquista

Vitória da Conquista é um município brasileiro do estado da Bahia. Sua população, conforme o IBGE, em 1 de abril de 2007, era de 308.204 habitantes, o que a torna a 3ª maior cidade do estado e também do interior do Nordeste (excetuando-se as regiões metropolitanas) [2]. Possui um dos PIBs que mais crescem no interior desta região. Capital regional de uma área que abrange aproximadamente 70 municipios na Bahia, além de 16 cidades do norte de Minas Gerais. Tem a altitude, nas escadarias da Igreja Matriz, de 923 metros podendo atingir mais de 1.000 metros nos bairros mais altos. Possui uma área de 3.743 km².
Fundação: 1840Área: 3'743 quilômetros quadrados.Altitude: 923mPopulação: 274,016 habitantes (2003)Dens. Demográfica: 81,62 hab/km²Distribuição da população: 225'430 (zona urbana) e 37'111 (zona rural)Clima/Temperatura/Vegetação: A cidade está dentro dos limites do semi-árido, sofrendo, portanto, os efeitos da baixa pluviosidade e das secas periódicas. Trata-se de uma área de transição geoambiental com uma grande diversidadede microclimas e extratos florestais como remanescentes de mata atlântica, matas de cipó, cerrados e caatinga. Longitude: 40°50´19´´ - oesteLatitude: 14°50´53´´- sulSede: Vitória da ConquistaDistritos: Bate Pé, Cabeceira da Jibóia (Limeira), Cercadinho, Dantelândia, Iguá, Inhobim, José Gonçalves,São João da Vitória, Pradoso, São Sebastião e Veredinha.



domingo, 3 de agosto de 2008

Pastor Edvaldo Bandeira


Alguns homens e mulheres têm um dom especial: decifrar a Bíblia para falar do amor de Deus. São pregadores da última hora, que atendem ao “Ide” de Jesus Cristo, chacoalhando nossas almas com mensagens poderosas que abalam o inferno.
O Pastor Edvaldo Bandeira É Uns dos Mais Eloqüentes Pregadores do Brasil
Não Esqueço de Seus Ensinamentos E Mensagens Avivalisticas, Que Me exorto, Ensinou-Me E Concolou-Me.
Sei Que Poucos No Brasil Conhece Esse Homem de Deus, Que Nunca Perdeu A Essência da Humildade.
Meu Pastor E Companheiro Edvaldo Bandeira, O Senhor Te Abençoe E Te Guarde, Em Todos Os Teus Passos, Em Nome do Senhor Jesus.
Um Abraço de Seu Amigo e Irmão Em Cristo. Edenisio Rodrigues

Pastor Manoel Monteiro Trindade

MANOEL MONTEIRO TRINDADE PRESIDENTE DA CEADEB -
CONVENÇÃO ESTADUAL DAS ASSEMBLÉIAS DE DEUS NA BAHIA.
O Reverendo Manoel Monteiro Trindade É Um Exemplo de Vida, Para Todos Nós, Que O Conhecemos E Temo-lo Como Nosso Pastor E Pai Na Fé.
Eu Louvo A Deus Pela Vida Desse Mestre, Que Deus O Capacitou, Para Conduzir Seu Rebanho.
Que Deus Em Cristo, Continue O Abençoando E O Guardando Em Todos Os Seus Caminhos.
Não Esqueço de Seus Ensinamentos E Conselhos Que Muito Me Foi Ultiu Para Hoje Graças A Deus Pai, Filho E Espírito Santo.
É Aos Meus Mestres, Pastor Manoel Monteiro Trindade, Pastor Ari Monteiro Trindade,Pastor José Teles,Pastor Antonio Lopes, Pastor Edison Costa, Pastor Edvaldo Bandeira, Pastor Luis Gorge,Pastor Nemir Pereira Mariano.
Continuo Firme Com O Mesmo Objetivo de Sempre.
Almas, Almas, Almas, Mais Almas, Para Apresentar A Deus.
Deus almeja ver cada um de seus filhos dando muito frutos na sua obra, ele nos chamou para sermos árvores frutíferas para que o nosso fruto permaneça e através desses frutos o nome do Senhor será glorificado e nós possamos usufruir do melhor que Deus preparou para cada um de nós na Eternidade.
Podemos notar claramente na Bíblia que Deus necessita do homem, de sua cooperação a fim de realizar seus plano de salvação. Nos seis dias da criação, o homem é o centro da obra de Deus. Depois de criar o homem, Deus descansa; pois sem o homem não pode descansar.
Pode-se dizer que na obra de Deus há sempre a participação do homem.
O homem é chamado para operar juntamente com Deus.
Nós só vemos Deus trabalhando sozinho nos seis primeiros dias da criação, depois disso o homem tomou parte de todas as obras de Deus. Ao examinarmos de Gênesis à Apocalipse veremos que Deus está sempre utilizando o homem como canal para sua obra.
Se hoje fosse o dia do julgamento e estivéssemos diante do Senhor e ele começasse a fazer uma chamada nome por nome e perguntasse: o que tem em tuas mãos? Imagino as respostas de alguns:
1- Abraão – Senhor eu tenho a coragem de sair da terra da minha parentela para uma terra distante, mas conquistei nações para ti.
2- Moisés – Senhor eu tenho uma vara que em teu nome abri mares e conduzi o teu povo com paciência.
3- Davi – Senhor eu tenho minha voz e meu coração que foram inspirados para glorificar e exaltar o teu nome através da adoração.
4- Daniel – Senhor eu tenho a minha juventude que coloquei à tua disposição e não quis me contaminar com o manjar e o vinho do rei, mas dediquei-me à oração e à tua Palavra.
5- Pedro – Senhor eu tenho minha ousadia e minha intrepidez e usei pregando a tua Palavra ganhado muitas almas para o teu Reino.
6- Paulo – Senhor eu tenho disposição para pregar teu Evangelho aos gentios, não importando o sofrimento que eu tenha que passar.
7- Bernard Jonson – Senhor eu fiz cruzadas evangelísticas no muito no mundo inteiro e ganhei milhares de almas para o teu Reino.
8- Imperadores de Roma (Nero) – Senhor eu persegui os cristãos impiedosamente, matei todos quanto eu podia e impedi a tua obra no que pude.
9- E se você estivesse nesta lista e Deus chamasse por você? Qual seria a sua resposta? O que tens em tuas mão?

VALE DE OSSOS SECOS

A Verdadeira Música Cristã

A Verdadeira Música Cristã

C. H. Fisher

Então, levantou o manto que Elias lhe deixara cair e, voltando-se, pôs-se à borda do Jordão. Tomou o manto que Elias lhe deixara cair, feriu as águas e disse: Onde está o SENHOR, Deus de Elias? Quando feriu ele as águas, elas se dividiram para um e outro lado, e Eliseu passou.
Vendo-o, pois, os discípulos dos profetas que estavam defronte, em Jericó, disseram: O espírito de Elias repousa sobre Eliseu. Vieram-lhe ao encontro e se prostraram diante dele em terra (II Reis 2:13-15).
Não é minha intenção deixar aqui uma opinião pessoal como se fosse uma Revelação Divina do Deus Todo-Poderoso. É uma opinião pessoal, como a maioria das coisas que escrevo.
Tudo o que nos resta quando não estamos citando diretamente as escrituras são opiniões pessoais. Algumas opiniões pessoais são extremamente precisas sendo baseadas completamente na Palavra de Deus, com uma pequena, se alguma, sabedoria humana adicionada a ela.
Eu faço observações e falo sinceramente a partir dessas observações. Algumas vezes não possuo todos os fatos e informações sobre um assunto, embora faça todo o esforço ao meu alcance para consegui-los antes de pregar ou escrever. Então, tenho que revisar e corrigir minhas palavras, às vezes aprofundando o assunto, outras vezes retratando-me de algo que escrevi ou falei.
Oro para que sempre seja humilde o suficiente para faze-lo, e então oro mais, para não cometer erros em primeiro lugar. Palavras são poderosas e às vezes ficamos estigmatizados por algo que dissemos de forma afobada ou por ignorância.
O meu ministério vai muito além do que escrever críticas pungentes contra as aberrações musicais. Não quero ser conhecido como um crítico musical, mas alguém precisa ficar ao lado da verdade e se opor às mutações e perversões daquilo que é o dom sem igual de Deus para a Igreja, a música. Como resultado, tenho defendido uma posição que se contrapõe à maior parte do que é chamado de musica "cristã", dentro do amplo espectro da indústria musical "cristã".
Ainda que faça uma oposição ferrenha à maior parte do que é chamado hoje de música "cristã", não posso e não irei generalizar e colocar no mesmo patamar todos os músicos cristãos.
Não ouço alguns estilos de música cristã por que elas, ao invés de me incitarem a adorar, excitam o corpo. Na realidade, creio que todos os estilos da música cristã foram pervertidos de alguma maneira e não consigo sentir a unção do Espírito Santo na maioria dessas músicas. Isto não é limitado apenas à musica. Freqüentemente vejo pregadores na televisão que desfilam no púlpito, encenando e tendo a postura de um estilo peculiar de pregação, mas, novamente, sem unção. Este é outro problema generalizado.
Não sou tão ingênuo assim para acreditar que as pessoas irão ouvir alguns estilos ou um estilo de musica continuamente. O Gospel Bluegrass não inspirará nas pessoas o espírito de adoração nem o som áspero, nasal da música Gospel Country.
Eu certamente não consigo adorar ao som do Death Metal e a música litúrgica de órgão me deprime.
Qual é o estilo perfeito? Não tenho a resposta para essa pergunta. É como a pergunta feita a um pastor negro, velho e sábio, que conhecia Deus no fundo de sua alma.
Foi perguntado a ele, "Pastor, o que é a unção?" Ele respondeu, "Eu não posso dizer o que é a unção, mas posso dizer o que ela não é". Da mesma forma, não posso lhes dizer qual é o estilo perfeito, mas posso dizer o que ele não é.
Essa parece ser uma saída conveniente, mas deixe-me explicar-lhes de maneira satisfatória a minha resposta. Creio que o manto da unção foi deixado pela última geração que possuía a unção divina em sua música. Não foi um evento repentino, que possamos apontar o dia e hora.
À medida que essa geração foi gradualmente entrando no descanso, eles gradualmente deixaram o manto cair. A geração seguinte falhou em pegar o manto para si; ao invés disso, confeccionaram um manto que era mais vibrante, mas completamente desprovido da unção.
O resultado foi que a música cristã se perverteu ao ser influenciada pela carne ao invés do espírito. Podemos ver esse paralelo nas igrejas da moda; a maneira como conduzem os cultos e seu ministério e a forma como moldam sua doutrina de forma a evitar qualquer comprometimento com Deus.
Geralmente há alguma mudança de estilo musical de geração para geração. Isto é esperado e as pessoas não deveriam ficar tão alarmadas quando isso acontece. Todavia o estilo tem mudado dramaticamente ao longo das últimas gerações. Embora existam alguns poucos músicos que têm escrito e executado música ungida durante esse período, creio que se passaram pelo menos duas gerações sem que o manto da unção fosse apanhado. Como resultado, a geração presente e a próxima geração estão trabalhando sob um falso manto. Esta é a razão pela qual não posso apontar o estilo ou estilos corretos de música para nossa geração, pois ele não foi desenvolvido. Isto é evidenciado pelo fato de que, para cada subcultura do mundo há uma subcultura correspondente no cristianismo, completa com seu próprio estilo musical e imaginário.
O fato que cada uma dessas subculturas possua um correspondente cristão indica a influência mundana ao invés da influência divina. Não há originalidade, nem criatividade, e nenhuma distinção nas versões cristãs. São estilos musicais simplesmente emprestados, tomados a partir de padrões de um Sistema Mundial que foram projetados por satanás para o seu reino.
A cristianização desses estilos trouxe as armas que satanás criou para enganar as massas, para o próprio coração do futuro da igreja, a saber, a sua juventude. O diabo não precisou arrombar as portas da igreja para arredar os pequeninos. Ao invés disso, ele foi convidado, vestido com a mais fina pele de cordeiro, e incumbido de dirigir a casa.
Existem pessoas genuinamente sinceras, que são genuinamente salvas, mas que são enredadas no esquema do inimigo das almas. Por que? Porque não conhecem nada melhor. Muitos foram criados na igreja ouvindo sermões mortos e vendo maus exemplos de liderança cristã. Os profetas calaram as suas bocas sobre esse assunto, preferindo profetizar sobre amenidades, no clássico espírito de Balaão. Há muitos mercenários no púlpito, que sempre dizem "sim-senhor" para a comissão da igreja, que não falam e não tem conhecimento nem autoridade para faze-lo.
Muitos músicos ungidos estão desperdiçando seus talentos por que não descobriram o manto caído. Escrevem canções que provém de corações devotados apenas para que produtores e intérpretes apostatados e seculares façam alterações na letra. Embora ocasionalmente escapem músicas com significado e unção, a maioria repousa sobre o assoalho da sala de edição, por assim dizer, ou nunca chegam à sala de edição. Por exemplo, eu tenho um amigo que é um compositor bem sucedido e reconhecido. Ele escreveu uma música apelando à igreja para que ministrasse às almas marginalizadas e feridas, declarando-a culpada por sua frieza em não agir desta forma.
Ele disse que a música foi, vez após outra, rejeitada, por produtores e intérpretes.
A maioria deles argumentou que a música era muito séria e necessitava ser alterada. Ele se recusou a muda-la e finalmente encontrou alguém para grava-la. O resultado foi que a música chegou ao primeiro lugar das listas de vendagens e foi contemplada com o mais importante prêmio da indústria naquele ano. Até mesmo os corruptos representantes do Dove Awards conseguem reconhecer uma música ungida, mesmo que freqüentemente premiem músicos demoníacos e apostatados. Isso é uma prova que um grande número de professos cristãos deseja ouvir musica ungida, mas os produtores e diretores de programas, carnais e muitas vezes seculares, tomam decisões que impedem que a música ungida seja comercializada.
Qual é a solução? Obviamente, a solução é tomar posse do manto deixado, mas primeiro essa geração precisará acha-lo. Eles não encontrarão o manto nos átrios de suas companhias de música secular ou nas companhias de música cristã que foram vendidas às mesmas corporações que vendem sexo e violência na televisão e filmes. A onda atual de músicos cristãos terá que descobrir o manto com os joelhos dobrados, em total submissão a Deus de seus talentos e futuro. O resultado será um novo estilo musical ou estilos que não parecerão com a satânica música mundana.
Será um cristianismo distinto, ungido e poderosamente convincente.
Mais do que uma reforma, será uma revolução.
Alguns poderão dizer que o mundo não ouvirá esse tipo de música. Responderei dizendo que o mundo não assiste a filmes cristãos nem se interessa em coisa alguma que a igreja faz. Não podemos simplesmente ficar inventando coisas que o mundo gosta para chamar-lhes a atenção. O que faremos, inventaremos a pornografia "cristã" para atrair os pornográficos para a igreja? Onde terminará tal processo? Digo que falhará todas as vezes, com o custo de apostatar a igreja. Creio que não temos dado suficiente crédito a Deus em Sua habilidade para provar a confiabilidade de Suas próprias obras. Ele não precisa de nossas adaptações carnais de seu plano. Agindo dessa maneira apenas diluiremos sua eficácia.
Quando Deus envia um homem, este homem é genuinamente cristão, separado e ungido. Ele nos deixou o Seu livro e ele é genuinamente cristão, separado e ungido. A Sua música costumava ter as mesmas características. Hoje é difícil encontrar um homem de Deus, genuinamente cristão, separado e ungido. Não é anormal encontrar Sua palavra sendo pregada misturada com elementos da Nova Era e da psicologia pop. Até a bíblia impressa está misturada com a doutrina de homens que imprimem seu nome na capa. Não conheço qualquer outro livro cujo autor é substituído por nomes de pessoas que não tiveram nenhuma participação na autoria do livro. Hoje a música perdeu toda sua distinção e se tornou um híbrido com o espírito do mundo.
Não gosto de escrever críticas sobre a indústria de música cristã e os que nela participam e certamente não odeio a qualquer um deles. Ainda assim, críticas severas são necessárias quando as pessoas endurecem seus corações e mentes ao Espírito Santo ou são atraídas para o engano. Deus está falando através de mim e de outros para denunciar a mutação na música e ao mesmo tempo conclamando homens e mulheres corajosos para que procurem e tomem posse do manto caído. O resultado será uma música nova, revigorada e ungida que juntamente com a palavra irá reavivar o reino de Deus, se é que deverá haver outro reavivamento antes da volta de Cristo. Isso será impossível sem a purificação da igreja atual; entretanto, os jovens já desafiaram a mornidão de seus anciãos anteriormente e isto poderá ocorrer novamente.
Que Deus possa me perdoar se ultrapassei as fronteiras de Seu amor em meu zelo para que Sua santidade e pureza voltem à sua igreja. Conheço meu coração, contudo compreendo que outros talvez não entendam de onde venho. Quando lerem estas palavras escritas, que não podem refletir de maneira real o espírito de minha alma, oro para que os seus olhos vejam, além daquilo que possa ter lhes ofendido, a verdade nessas palavras falíveis que ofereço.
Fonte: http://www.truthkeepers.com/trumusic.htm
Traduzido por Fábio Araújo Martins

JEQUIÉ A CIDADE SOL DA BAHIA

















Jequié é um município brasileiro do estado da Bahia.
Está a 365 km de Salvador, no sudoeste da Bahia, na zona limítrofe entre a caatinga e a zona da mata.
Jequié é conhecida por ter uns dos climas mais inóspitos do interior da Bahia.
Cercada de montanhas, a cidade sofre com o calor durante quase todo o ano.
Em dias de verão a temperatura pode chegar a 45ºC.Mesorregião Centro-Sul BaianoMicrorregião JequiéMunicípios limítrofes Ipiaú, Aiquara, Apuarema, Boa Nova, Itagi, Jaguaquara, Jitaúna, Lafaiete Coutinho, Manoel Vitorino, Maracás.Distância até a capital 365 quilômetrosCaracterísticas geográficasÁrea 3.035,423 km²População 145.964 hab. est. 2008Densidade 49,1 hab./km²Altitude 215 metrosClima Semi-áridoFuso horário UTC-3HistóriaO município de Jequié é originado da sesmaria do Capitão-Mor João Gonçalves da Costa, que sediava a fazenda Borda da Mata.
Esta mais tarde foi vendida a José de Sá Bittencourt, refugiado na Bahia após fracasso da Inconfidência Mineira em 1789, com sua morte, a fazenda foi dividida entre os herdeiros em vários lotes. Um deles foi chamado Jequié e Barra de JequiéEm pouco tempo, Jequié tornou-se distrito de Maracás, e se desmembrou em 1897.
A partir de 1910 é que se tornou cidade e já se transforma em um dos maiores e mais ricos municípios baianos. A 360 Km de Salvador, Jequié se encontra no Sudoeste da Bahia, na zona limítrofe entre a caatinga e a Zona da Mata.
Completando seu primeiro centenário e prestes a atingir um contigente de 200 mil habitantes.
A cidade se desenvolveu a partir de movimentada feira que atraía comerciantes de todos os cantos da região, no final do século XIX.
Pertencente ao município de Maracás de 1860 a 1880, Jequié abastecia as regiões Sudeste da Bahia, assim como a bacia do Rio das Contas.
Com sua crescente importância como centro de comércio, a então lineamente às margens do Rio das Contas que, na época, era mais volumoso e estreito, e cercado por uma extensa mata.
Pelo curso navegável do Rio das Contas, pequenas embarcações desciam transportando hortifutigranjeiros e outros produtos de subsistência.
No povoado, os mascates iam de porta em porta vendendo toalhas, rendas, tecidos e outros artigos trazidos de cidades maiores.
Tropeiros chegavam igualmente a Jequié carregando seus produtos em lombo de burro. O principal ponto de revenda das mercadorias de canoeiros, mascates e tropeiros deu origem à atual Praça Luíz Viana.
Ali veio a desenvolver-se a primeira feira livre da cidade que, a partir de 1885, ganhou mais organização com a decisão de José Rotandano e José Niella, ambos comerciantes e líderes da comunidade italiana, de comprarem todo o excedente dos canoeiros e de outros produtores. Depois da terrível enchente de 1914, que destruiu quase tudo em Jequié, a feira o comércio e a cidade passaram a desenvolver-se em direção às partes mais altas.Apesar das ações de desmatamento que acabaram por assorear o Rio das Contas, impossibilitando a navegação, a cidade seguiu firma em direção ao progresso e, em 1927, festejou a chegada da estrada de ferro. Nesse tempo, Jequié era a Quarta cidade mais importante da Bahia e teve no comerciante Vicente Grllo seu grande Benfeitor.CONTRASTE NA PAISAGEMCidade bastante pacífica e a sexta populosa da Bahia, Jequié tem um clima agradável que varia de 13 a 36°C e um povo dos mais hospitaleiros.
Sua população se destaca pela beleza herdada da mistura das influências originais de índios e negros somada àquelas dos imigrantes italianos e árabes.
O topônimo do município, que alguns ainda insistem em escrever sob sua forma de “Jequié”, tem origem na língua dos tapuias, seus primeiros povoadores.
Para eles, o termo “Jequie” designava onça ou cachorro.
Vale observar que antigamente o jaguar era visto com grande freqüência na região. Situada no médio Rio das Contas e a 215,713m acima do nível do mar, Jequié tem altitude máxima de 376,993m, perto de Jaguaquara, e mínima de 147,573m, nas proximidade de Ipiaú. A capacidade foi edificada em um patamar do planalto baiano e apresenta as seguintes coordenadas geográficas:13°51’50” latitude sul; 40°04’54” de longitude W. Gr.; O.S.O. – em relação a capital baiana; e 189 Km de distância, em linha reta, de Salvador.O Rio das Contas, que é o principal da região, tem 508 Km de extensão e nasce na Chapada Diamantina, mais especialmente na serra das Trombas. Na margem direita seus principais afluentes são o Antônio, o Gavião e o Gongogí, enquanto na esquerda recebe o São João, o Sincorá e o Jacaré. É um rio de planalto, diamatífero, de regime torrencial e tem a maior parte do seu curso em terreno metatífico.Chamado originalmente de Juciape pelos índios, existem várias versões para sua denominação atual.
Uma relata que um religioso, ao ver cercado por índios bravios, comentou com o outro sacerdote que o acompanhava: “Hoje, meu irmão, iremos as contas”.
Outros mencionam que no leito desse rio se espalhavam pedras redondas e azuladas, semelhantes a contas. Uma terceira versão alega que, nos idos tempos da mineração, mineradores e cobradores do quinto de ouro se encontravam nas proximidades do rio para acerto de contas, daí se originando o nome que prevaleceu.O município também é cortado pelo rio Jequiezinho, Preto do Costa e Preto de Criciúma, pelos riachos Baeta, Boa Esperança, Catingueiro, Caldeirão do Costa de Cima Clado, Fundo, do Grama, do Golfo, Itapicuru, Jibóia, João Novo Maracás, do Muquem, São João, São Pedro ou Missão e Santa Rosa, pelos córregos de Água Vermelha, Bateia, Castanho, Macuco, Morro Verde e Pelado, assim com pelas lagoas do Barreiro e dos PatosO grande potencial hidrográfico do município conta ainda com quedas importantes como as dos rios Pau-Brasil, Provisão Calado e Rio Branco, destacando-se sobremaneira a Barragem da Pedra, a poucos quilômetros de JequiéEm plena zona de transição entre a mata e a caatinga árida, Jequié apresenta paisagens contrastantes.
Enquanto na zona semi-árida se cria gado e se sofre os efeitos da seca, na zona úmida se planta cacau e chove o ano inteiro. Ou seja, a mata de cipó e a caatinga arbústica se encontram na região.
Assim, já a partir do início do século, o planalto encravado entre os rios Pardo e das Contas – antes denominado de Sertão da Ressaca -, abasteceu de gado não só o Recôncavo como a própria capital da Bahia, sendo ainda o principal entreposto entre a área cacaueira, de cafeicultor e a criação de gado. Por essa razão, Jequié tornou-se ponto de convergência natural de estrada e de um grande movimento comercial. Aliás, o comércio se firmou como uma das grandes vocações da cidade.
Hoje, Jequié desfruta da posição de importante centro regional e oferece todas as facilidades e confortos da vida moderna.
ASPECTOS SOCIAIS Realizações de eventos dos mais significativos: corrida ciclística, torneio de futebol, campeonato de vôlei, escolinha de iniciação desportiva, etc.
Jequié possui vários Clubes, entre eles: ACJ (Associação Cultural Jequieense), JTC ( Jequié Tênis Clube), AABB ( Associação Atlética Banco do Brasil), Clube dos Maçons, etc.Informações Geográficas Altitude - 216mÁrea - 3.313 Km2CONDIÇÕES GEOGRÁFICAS:Relevo - planícies, morros e serras Clima Predominantes - tropical chuvoso e semi-áridoVegetação - caatinga, mata de cipó e mata tropical Bacia hidrográfica - Rio das Contas Principais Rios: Contas, Jequiezinho, Ribeirão da Mata, Preto do Costa e Pau Brasil Acidentes Geográficos: Serra do Pelado e Casca Morro do Tabocal Clima: Mínima 13ºC (Julho)Máxima 36ºC (fevereiro)Temperatura média anual:
24ºCLOCALIZAÇÃO:Sudoeste da Bahia DISTÂNCIA DA CAPITAL:360 Km DISTÂNCIAS DA PRINCIPAIS CIDADES:FEIRA DE SANTANA 249 km ARACAJÚ 592 kmRECIFE 1099 km FORTALEZA 1400 kmILHÉUS 190 kmVITÓRIA DA CONQUISTA 153 kmGOVERNADOR VALADARES 683 kmRIO DE JANEIRO 1263 kmSÃO PAULO 1713 kmBELO HORIZONTE 1132 km BRASÍLIA 1872 kmJ UAZEIRO 652 kmBARREIRA 776 km ESTRADAS DE ACESSO:BR 116BR 330BR 101 LIMITES:N - Maracás, Manoel Vitorino e Boa NovaS - Jitaúna, Ipiaú e Wenceslau GuimarãesE - Jaguaquara, Itiruçu e Lafaiete CoutinhoO - Itagí e Aiquara DISTRITOS:Florestal, Itaibó, Boaçú, Itajuru, Monte Branco, Baixão, Oriente Novo e Barra Avenida.POVOADOS:Tamarindo, Campo Largo, Santa Rita, Nova Esperança, Boa Vista, Humaitá, Santa Clara, Barragem da Pedra, Água Vermelha, Rio das Pedras, Morro Verde, Deus Dará, Cachoeirinha, Rio Preto do Costa e Marcela.DATA DA EMANCIPAÇÃO POLÍTICA:25 de outubro de 1897 PADROEIRO: Santo Antônio(13 de junho)Economia A pecuária e a agricultura foram a base de todo desenvolvimento de Jequié. O município tem uma diversidade produtiva no que refere à agricultura, destacando-se o cacau, o café, a cana-de-açúcar, maracujá, melancia entre outros.
No setor pecuária sua força se concentra principalmente na bovinocultura e caprinocultura.
O setor mineral é contemplado com a exploração de jazidas de granito das variedades "Kashmir Bahia" e "Verde Bahia".
Possui ainda reservas de ferro, mármore e calcário.
Outro fator importante na economia do município é o Poliduto de derivados de petróleo e álcool, que proporcionou a implantação das bases de distribuição das maiores empresas do setor, tais como: Petrobrás, Esso, Shell e outras. Tendo Jequié à condição de principal centro de distribuição de derivados de petróleo indo até parte de Minas Gerais e Espírito Santo.
A capacidade de armazenamento da base de distribuição é de 57.000 barris de álcool, 40.000 barris de gasolina, 154.000 barris de óleo diesel e 288.000 barris de GLP - gás de cozinha. Capacidade essa que já está quase que triplicada com a implantação da unidade de retribuição das principais distribuidoras de combustível do país.
O comércio da cidade é bem diversificado e absorve boa parte das pessoas empregadas.
O município tem uma posição estratégica na microrregião e é responsável por parte de seu abastecimento.
Jequié possui 302 empresas do setor industrial (micro, pequena, média e grandes empresas), 1.020 do setor de comércio, 1.230 do setor de prestação de serviços e cinco agências bancárias: Banco do Brasil, Caixa Econômica Federal, Bradesco, Itaú e Banco do Nordeste.
A cidade ainda conta com um Distrito Industrial formado por 24 empresas voltadas para produção de alimentos, calçados e confecções, que emprega ao todo mais de 1.400 funcionários.EducaçãoAntigo Grupo Escolar Castro Alves, construído pelo interventor federal Juracy Magalhães em 1934.
Hoje abriga o Museu Regional de Jequié.Principais estabelecimentos de ensino público na cidade IERP - Instituto de Educação Régis Pacheco Colégio Modelo Luís Eduardo Magalhães Colégio da Polícia Militar Magalhães Neto Polivalente Centro Educacional Presidente Médici Principais estabelecimentos de ensino privado CEMS - Centro Educacional Ministro SpínolaCAP - Colégio Antônio Pinheiro Colégio Dinâmico Colégio Social Colégio Campus Colégio MatisseColégio Bem-Me-QuerEscola Menino Jesus de Praga Universidades UESB - Universidade Estadual do Sudoeste da Bahia FTC - Faculdade de Tecnologia e CiênciasFIJ - Faculdades Integradas de Jequié Saúde Jequié conta com o HGPV (Hospital Geral Prado Valadares), um hospital regional da rede SUS e referência para aproximadamente 30 municípios. Fundado em março de 1947, conta com 155 leitos e é campo de estágio para estudantes da área de saúde da UESB, FTC e Escola Técnica de Enfermagem.Possui ambulatórios de urologia, pediatria, ortopedia, ginecologia, psiquiatria e neurologia, onde realiza internamentos nas especialidades de pediatria, clínica médica, obstetrícia, cirurgia geral e psiquiatria, com cerca de 11.500 atendimentos ambulatoriais por mês.
É o único hospital da cidade que presta atendimento a grandes emergências na região. Esporte Estádio Waldomiro Borges Associação Desportiva Jequié É um time de futebol da cidade de Jequié (Bahia).
Foi fundado em 20 de novembro de 1969. Seu mascote é um bode. Seu uniforme é camisa amarela com listras azuis e brancas, calção azul e meias azuis. Seu estádio, Valdomiro Borges, o “Valdomirão”, tem capacidade para 10 mil pessoas.
Está licenciado do futebol profissional desde o ano de 2004, participando apenas de campeonatos intermunicípais. Festas Junho: Trezenário de Santo António de Pádua (padroeiro) e Festa de São João.Julho: Desfile Cívico no dia 2 de julho (Independência da Bahia).Outubro: Desfile Cívico no dia 25 - aniversário da cidade. Religião A maioria da população é cristã, sendo uma grande parte pertencente a Igreja Católica, e outra menor, mas expressiva, de protestantes.
Catolicismo O catolicismo chega em Jequié com os portugueses, e é fortalecido ainda mais depois da chegada dos imigrantes italianos no final do século XIX.
O padroeiro da cidade, Santo Antônio, foi escolhido em um concenso entre essas duas presenças pioneiras, pois o santo nasceu em Portugal e teve uma participção muito importante na Itália.
A primeira Igreja de Santo Antônio foi construída no final do século XIX, mas desabou com a terrível enchente do Rio das Contas no ano de 1914. Uma segunda foi concluída em fins da década de 1930, exibindo um estilo neogótico e sendo considerada até hoje uma das mais bonitas do interior da Bahia.
O seu relógio veio da Itália e foi um presente do capitalista Vicente Grillo.
A Diocese de Jequié é composta por quatro pastorais, que por sua vez é divida em trinta paróquias. Das paróquias se destacam: Santo Antônio de Pádua - Centro Nossa Senhora do Perpétuo Socorro - Jequiezinho Nossa Senhora das Graças - Joaquim Romão Protestantismo Os protestantes chegam em Jequié na década de 1930 e são majoritariamente batistas.
Na década seguinte é construída a Primeira Igreja Batista da cidade, que existe até hoje.
Nos anos 1950 é a vez da Assembléia de Deus chegar em Jequié, não demorando muito para obter uma enorme popularidade. Ultimamente a Igreja Universal do Reino de Deus vem apresentando um grande e significativo crescimento. A igreja Adventista do Sétimo Dia também vem crascendo muito na cidade, tendo inclusive vários templos nos bairros da cidade.
Dentre as igrejas evangélicas, se destacam:Primeira Igreja Batista de Jequié - CentroIgreja Batista Monte Horebe - CentroIgreja Batista do Jequiezinho Igreja Batista Sião - Campo do AméricaIgreja Adventista do Sétimo Dia Central - Jequiezinho Igreja Adventista do Sétimo Dia do Cansanção - Cansanção Igreja Adventista do Sétimo Dia do Joaquim Romão I - Joaquim RomãoIgreja Adventista do Sétimo Dia do Jequiezinhop - Jequiezinho Maçonaria A cidade possui três lojas maçônicas: "União Beneficente de Jequié", "Rio das Contas" e "Cavaleiros de Aruanda". Esta última se situa no bairro do Jequiezinho, enquanto as outras se localizam no centro.
A "União Beneficente" foi a primeira loja em Jequié, ocupando até hoje o Edifício São João, construído em 1946. Todas as lojas possuem sede própria.
FONTE: JEQUIÉ BAHIA BRASIL.

olá pessoal da minha cidade maravilhosa.
estou aqui em São Paulo mais logo,logo, estarei ai pra fazer uma visita nessa cidade sol, obrigado a todos por abrir este espeço para que nós possamos desabafar abraços e fiquem com Deus.


BRUNA KARLA

ARMANDO FILHO - NENHUMA CONDENACÃO HA

CORAL DA IPB. CASTELO FORTE

VOZ DA VERDADE - DEUS DORMIU LA EM CASA

ELIAS SILVA

ANDREIA FONTES - BATISMO NO ÔNIBUS

CARMEN SILVA

VOZ DA VERDADE - VALE DE JABOQUE

KLEBER LUCAS

ARMANDO FILHO

NANI AZEVEDO - DEUS TU ES

NANI AZEVEDO

sábado, 2 de agosto de 2008

MARCOS ANTONIO - PAI

REVESTIDO PELO ESPÍRITO SANTO

REVESTIDO PELO ESPÍRITO SANTO
Jz 6.34. Então, o Espírito do SENHOR revestiu a Gideão, o qual tocou a buzina, e os abiezritas se ajuntaram após ele.
O Verbo REVESTIR significa literalmente VESTIR-SE.
Gideão foi literalmente vestido do Espírito Santo, pois a veste é um dos símbolos do Espírito Santo.I- Exemplos De Pessoas Na Bíblia Revestidas Do Espírito.
a) A veste de Elias que ficou com Elizeu, simbolizava a herança profética da unção espiritual que estava sobre o profeta Elias.

(2Rs 2.12-15). O que vendo Eliseu, clamou: Meu pai, meu pai, carros de Israel, e seus cavaleiros! E nunca mais o viu; e, pegando as suas vestes, rasgou-as em duas partes.
13. Também levantou a capa de Elias, que dele caíra; e, voltando-se, parou à margem do Jordão.
14. E tomou a capa de Elias, que dele caíra, e feriu as águas, e disse: Onde está o SENHOR Deus de Elias? Quando feriu as águas elas se dividiram de um ao outro lado; e Eliseu passou.
15. Vendo-o, pois, os filhos dos profetas que estavam defronte em Jericó, disseram: O espírito de Elias repousa sobre Eliseu. E vieram-lhe ao encontro, e se prostraram diante dele em terra.
b) O Espírito de Deus revestiu a Zacarias.

2.Cr 24.20. E o Espírito de Deus revestiu a Zacarias, filho do sacerdote Joiada, o qual se pôs em pé acima do povo, e lhes disse: Assim diz Deus: Por que transgredis os mandamentos do SENHOR, de modo que não possais prosperar? Porque deixastes ao SENHOR, também ele vos deixará.
c) Jesus aconselhou os seus discípulos a ficarem na cidade de Jerusalém, até que do Alto fossem revestidos de Poder.

(Lc 24.49). E eis que sobre vós envio a promessa de meu Pai; ficai, porém, na cidade de Jerusalém, até que do alto sejais revestidos de poder.

d) Jesus renovou a promessa de nos encher do poder do Espírito Santo.

Atos 1.8. Mas recebereis a virtude do Espírito Santo, que há de vir sobre vós; e ser-me-eis testemunhas, tanto em Jerusalém como em toda a Judéia e Samaria, e até aos confins da terra.
e) Jesus cumpriu a promessa enchendo e revestindo todos os seus discípulos do Espírito Santo.

Atos 2.4. E todos foram cheios do Espírito Santo, e começaram a falar noutras línguas, conforme o Espírito Santo lhes concedia que falassem.II- Outros tipos de revestimento que devemos ter na Obra Missionária.
a) Devemos ser revestido do Senhor Jesus Cristo.

(Rm 13.14). Mas revesti-vos do Senhor Jesus Cristo, e não tenhais cuidado da carne em suas concupiscências.

Vestir-se de Cristo significa viver pelo Espírito de Cristo, ter uma vida semelhante a que Cristo viveu.

b) Devemos nos revestir do novo homem.

(Ef 4.24). E vos revistais do novo homem, que segundo Deus é criado em verdadeira justiça e santidade.
c) Devemos nos revestir de toda a Armadura de Deus.

(Ef 6.11). Revesti-vos de toda a armadura de Deus, para que possais estar firmes contra as astutas ciladas do diabo.
d) Devemos nos revestir como eleitos de Deus.

(Cl 3.12). Revesti-vos, pois, como eleitos de Deus, santos e amados, de entranhas de misericórdia, de benignidade, humildade, mansidão, longanimidade;
Neste tabernáculo que é o nosso corpo, gememos aspirando sermos revestido da habitação celestial.

(2Co 5.2). E por isso também gememos, desejando ser revestidos da nossa habitação, que é do céu;
Sigamos o conselho do apóstolo Paulo:
(Ef 5.18). “E não vos embriagueis com o vinho em que há contenda, mas enchei-vos do Espírito.

NANI AZEVEDO

VOZ DA VERDADE - CRISTO VIVI EM MIM

OS LEVITAS

VOZ DA VERDADE - INOCENTE

DANIEL E SAMUEL

O Deus que não tem religião

O Deus que não tem religião

A característica que mais me choca quando penso em Deus é a sua liberdade de ser quem Ele é: Deus.

Deus não tem necessidades, não precisa ficar preocupado ou ansioso, não é carente, não precisa de adulação e nem mimo. Ele escolhe em que estado, como, onde e ser conhecido pelo homem.

Deus não é esquecido, nem bravo, Ele não é um negociador de suas bondades ou "barganhador" de seu poder. Deus simplesmente É.

Deus não tem religião. Ele não é católico, protestante, evangélico, islâmico, budista, agnóstico ou hindu. Ele não precisa de agrados, puxa sacos, proselitismo ou falsa piedade. Deus Conhece a tudo e a todos.

Deus não é surdo, não tem um raciocínio retardado, não se deixa surpreender por performance que nada tem a ver com o coração e nem é apegado a ritos ou rituais.

O diabo não é a força contrária de Deus. Não! Não há equivalentes quando se fala de Deus, não há yin-yang. Pois, Ele é o criador de tudo, sendo as demais coisas criadas e vindas Dele. Até esse que é conhecido por Satanás é criação Dele. Somente Deus conhece em sua essencia o que é bem e mal.

Deus não cabe num terço, num livro, numa doutrina, numa estátua ou num rito. Deus não vê como vê o homem, pois a limitação humana advinda da lógica, da experiência, da razão e das ciências não são limitações para Ele, pois o impossível para o homem é possível para Deus.
Apenas uma coisa é impossível para Deus: cometer estupidez.

Mas, Deus se deixa sentir, se permite ser como um homem para que o homem seja mais parecido com Deus. Ele se permite usar representações que são compreendidas pelo homem para que este se volte para Deus e o ame com toda a verdade e perplexidade de seu ser.

Deus É. Apesar de não caber na maior catedral religiosa do mundo por esta ser muito pequena, Ele cabe no coração de uma criança, uma mulher e um homem, pois pôs no coração destes o desejo eterno de Amar e ser amado por Ele.

Sei que isto parece ser repetitivo e subjetivo, mas suas implicações são práticas e diretas. Portanto, pare de olhar para fora esperando encontrar Deus fora de você nessa categoria pobres e humanas, mas olhe para dentro sem medo de enxergar suas intenções e desejos mais ocultos e confesse-os ao Deus que deliberadamente escolheu te amar, não porque achou você "bonzinho" ou "bonitinho", mas porque essa é a escolha Dele: Amar pelo que Ele É.

Olhe para uma criança e veja a criação de Deus revelada nela, se permita perceber as pessoas ao seu redor e as escute com interesse se coloque no lugar delas.

Enfim, ame a Deus com todo o seu entendimento, alma e coração e ame ao seu amigo como você se ama. E, o Deus que é Verdade, Amor, Justiça, misericórdia, sabedoria, prazer, criatividade, paz, conhecimento, força, poder...........guardará seu coração em Cristo Jesus, nosso Senhor por toda Eternidade!

Conhecendo como Cristo viveu aquilo que Ele falou, crer e viver nessa verdade a vida brota em nós como uma fonte que jorra para vida.
"Mas tem que experimentar, não basta ficar lendo o cardápio!!"
Dele viemos, Nele existimos e nos movemos hoje e sempre,
Amamos-te Jesus!

Autor Do Artigo: Fabrício Diniz Pinto